17 agosto 2006

Transformando idéias em oportunidades

Normalmente quando vamos começar um novo negócio temos somente a idéia, e apesar de sabermos que para essa idéia se tornar uma real oportunidade teremos que ter um alto conhecimento sobre tal negócio, é exatamente neste momento que a maioria dos empreendedores de ME’s se perdem.
O que fazer para transformar uma idéia em oportunidade?
A primeira coisa é começar a escrever tudo o que você sonha, planeja e espera sobre seu negócio. A idéia de que o negócio está na cabeça do dono é besteira, para se ter um negócio, e principalmente para que ele tenha mais chances de sucesso é preciso que o negócio esteja no papel, esteja escrito.
Passar sua idéia para o papel é o primeiro passo para concretizar seu novo negócio. E neste momento você verá o quanto é difícil fazer isto, ao começar a escrever você começará a visualizar que seu negócio é mais complexo do que você pensava no início, que talvez seja necessário ter uma equipe maior, ou que talvez seja necessário incluir mais etapas nos processos, ou buscar mais fornecedores, ou ainda quem sabe você vai ter que acabar de vez com aquele departamento que no início você imaginava ser o mais importante, enfim, somente após você começar a transcrever suas idéias é que você poderá enxergar seu novo negócio.
Como dica, sugiro que escreva por etapas, dividindo isso em capítulos. Comece com idéia central, faça um resumo do que pretende, responda a perguntas do tipo “meu negócio é um comércio, uma indústria, prestação de serviço ou mais de um ao mesmo tempo?”, “vou vender no atacado ou no varejo?”, Vou atender pequenas ou grandes empresas?”, “como vou vender meu produto/serviço?”, “onde vou vender?” são perguntas básicas, e as respostas devem estar todas na ponta da língua, então, escreva isso, organize o básico de sua empresa.
Parta então para o grosso da empresa, comece a fazer listas. Liste todos os distribuidores que você conhece, todos os clientes, todos os possíveis clientes, liste os produtos, os serviços, as especificações técnicas de tudo, liste seus concorrentes, os produtos dos seus concorrentes. Faça uma lista para cada etapa, produto, empresa, pessoa envolvida com seu novo negócio.
Agora pesquise, pesquise tudo sobre tudo que você listou. Pesquise se existem mais distribuidores do que os que estão na lista, veja como cada um deles funciona, entre em contato com cada um deles. Faça o mesmo com cada uma das listas criadas, veja se alguém ficou de fora, descubra como funciona e se apresente.
Agora pare e comece a calcular, apesar de cálculos serem da área de exatas é comum neste momento o empreendedor sonhar demais, então tome cuidado, deixe sempre seus pés no chão. Calcule o quanto irá vender, use as informações dos concorrentes para ter uma estimativa e não pense que nos primeiros meses você venderá como eles. Calcule o quanto será pago por cada produto vendido ou serviço prestado, quanto se gastará com coisas externas aos produtos/serviços, por exemplo, energia elétrica, água, aluguel, telefone, calcule tudo isso baseado em informações técnicas, veja no manual da sua geladeira quanto kw/h ela consome, multiplique pelas horas do mês e divida pela quantidade de produtos que vendeu, e saiba o quanto você gasta da energia da geladeira para cada produto vendido.
Faça os cálculos para tudo, até mesmo para as coisas que você achar que não tem importância, saiba exatamente quanto você gasta com cada coisinha do seu novo negócio, tenha um controle rígido.
Agora parta para a lapidação, a sintonia fina do seu negócio, organize tudo o que você escreveu de forma clara, de um jeito para que qualquer pessoa que leia isso saiba exatamente como é o seu negócio, com o que seu negócio trabalha, como ele trabalha, quanto se gasta para iniciar, quanto se ganhará com ele, quando e onde começar, quem ler tem que entender seu negócio por um todo.
Feito isso você terá em suas mãos o que nós chamamos de “plano de negócio”, um guia, um manual sobre seu negócio, que servirá para você saber o que quer e para onde ir com seu novo negócio.
Nos próximos artigos estarei fazendo um relato da minha experiência ao fazer um plano de negócio, espero assim esclarecer mais sobre esse tema. Cada vez mais os empreendedores começam a perceber sua importância.

2 comentários:

Márcio F. Lima disse...

Parabéns pela iniciativa. Sem dúvida vai ajudar muita gente. Espero que continue atualizando seu blog e sucesso. Tenho uma empresa de desenvolvimento de software. Trabalhamos em casa mesmo. Alguma sugestão?

Marcio Nobrega disse...

Ola Marcio,
Primeiramente obrigado, e como sugestão inicial, mantenha os controles bem rigidos, faça os horarios como toda empresa faz, tenha um controle financeiro exemplar, separe o que é dinhero seu do que é dinheiro da empresa, em caso de socios, faça reuniões periodicas para definir o rumo do negocio e registre isso em documento, a empresa não deve existir na mente de seus donos e sim em documentos. E caso voce queira sugestões mais especificas em relação a administração e gestão de seu negócio fique a vontade de me enviar um mail, responderei com prazer, e o que eu não souber repasarei a duvida a quem saiba.SUCESSO.