27 setembro 2006

O que é planejamento financeiro? por Gustavo Cerbasi


Apesar de ainda não ser a principal fonte de preocupação dos brasileiros, o planejamento financeiro pessoal é uma onda que ainda está começando a se formar, mas que veio para ficar. Provavelmente, mostrará seu esplendor ainda nesta década. Desde a estabilização econômica proporcionada pelo Plano Real e com o forte impulso dado pelos bancos aos planos de previdência privada – conhecidos como PGBLs e VGBLs – a atenção do brasileiro a assuntos ligados ao dinheiro é crescente. Todo jornal, revista e programa de televisão de variedades possui hoje uma seção voltada à economia doméstica, aos cuidados com o dinheiro e com os investimentos. Estamos amadurecendo, apesar desse assunto ainda estar em segundo plano nos pilares de qualidade de vida, que incluem boa alimentação e cuidados com o corpo. Em um futuro breve, a preocupação com o desempenho das finanças da família será tão intensa quanto é hoje a preocupação com os hábitos alimentares. É o que acontece em países em que a economia estável permite há anos vislumbrar um planejamento de longo prazo.
Nossa economia estável nos permite agora olhar para o futuro e entender o resultado do esforço de investir. É possível vislumbrar a formação de capital durante alguns anos, para colher os frutos lá na frente. E, mesmo com a economia estável, nossos juros ainda são inegavelmente irreais, elevados para nossa realidade. Recomendo fortemente àqueles que acreditam nisso que aproveitem este momento. Desequilíbrios não são eternos, nossos juros cairão no futuro, dificultando a tarefa de multiplicar riquezas, tão fácil nos dias de hoje com nossos juros reais da ordem de mais de 10% ao ano. Aproveite para poupar agora. Planeje suas finanças. Não há momento melhor para começar isso do que no final do ano, tendo como principal motivação iniciar um 2006 isento de dívidas e erros financeiros.
Ao contrário do que muitos pensam, o planejamento financeiro pessoal não restringe-se a um apanhado de técnicas para disciplinar gastos e acumular poupança. É muito mais amplo, envolve entender o que é importante gastar hoje e o que pode ser adiado. Engana-se aquele que acredita que será feliz ao conseguir formar uma grande fortuna daqui a alguns anos. Tão perigoso quanto não poupar é poupar demais. Muitos que buscam formar uma fortuna para aproveitar a partir da aposentadoria não notam que conseguem isto às custas do distanciamento da família, da falta de hábitos de diversão e lazer, do afastamento de amigos que gastam para viver a vida intensamente, da dificuldade em investir na felicidade. Ao conquistar seu objetivo, será um velho sem saúde, sem amigos, sem assunto para conversar, sem vontade. O perfeito sovina. Imagine o drama daquele que esperou sua vida toda para seguir sua trilha de Santiago de Compostela, e após anos guardando dinheiro, às vésperas da sonhada viagem, descobriu que temia entrar em aviões ou que não tinha saúde para dar sequer uma volta no parque próximo à sua casa.
Planejar suas finanças significa, portanto, entender o máximo que podemos gastar hoje sem comprometer esse padrão de vida no futuro. É fazer escolhas como viver bem o presente, mesmo que isso signifique adiar o sonho de comprar determinado carro ou um apartamento mais confortável. É optar por mais anos de aluguel, viabilizando a formação de uma poupança que seria inviável durante um pesado financiamento.
Engana-se também aquele que acredita que terá que sofrer muito em privações para ter alguma segurança financeira na vida. Será que manter a regularidade de hábitos de saúde e lazer é tão pouco importante que não justifique mudar-se para um imóvel com um aluguel 20% mais barato? Ou trocar seu carro por um mais econômico? Mais importante do que o valor do que você possui é o estilo do que você possui e a vida que você leva. Faça com que você a leve para sempre!


Gustavo Cerbasi é consultor financeiro e professor da Fundação Instituto de Administração, sócio-diretor da Cerbasi & Associados Planejamento Financeiro e autor dos livros Dinheiro – Os segredos de quem tem e Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, ambos pela Editora Gente.

4 comentários:

Marcio Nobrega disse...

Novamente publico um artigo do gustavo cerbasi (todos devidamente autorizados por ele), consultor de finanças pessoais, e porque eu considero importante falar de finanças pessoais? Uma grande parte das empresas que fecham suas portas fracassam expecificamente na falta do preparo de seus donos de lidarem com dinheiro, se o empreendedor não souber tomar conta do dinheiro da sua casa, da sua familia, com certeza não terá capacidade de lidar com o dinheiro da empresa. É de vital importancia para o sucesso dos novos patrões a correta administração de suas finanças pessoais.

Thalis Valle disse...

Muito bom!

Tudo o que escreveu, foi o que eu pensei no momento que eu abria um plano de previdência. Este artigo me fez ter a certeza de que eu não estava errado, pensando assim.

Abraços

Cláudia disse...

Até a geração dos nossos avós, a preocupação era ter um emprego estável, contribuindo para a previdência pública. Os anos trariam a aposentadoria e não seria problema reduzir um pouco o estilo de vida, já que não se vivia tantos anos como a nossa geração vai viver.
Poucos anos atrás, as notícias começaram a trazer os escândalos envolvendo a seguridade social, e o rombo que existe devido à corrupção e má administração do dinheiro que garantiria a aposentadoria de nossos pais e nossa.
Naturalmente, a independência é um desejo bastante comum. Mas a sensação de estarmos completamente sozinhos para garantir nosso futuro é justamente o que nos desperta para o planejamento financeiro desde as primeiras decisões da vida profissional.
Excelente artigo.

Flávio Vasconcelos disse...

"Ao contrário do que muitos pensam, o planejamento financeiro pessoal não restringe-se a um apanhado de técnicas para disciplinar gastos e acumular poupança."

Concordo.Esse simples apanhado é realmente falso,e leva as pessoas a titularem erroneamente o livro como auto-ajuda de forma pejorativa.

Possuo comentários críticos do Livro: Casais Inteligentes Enriquecem Juntos entre outros em meu blog. Gostaria que opiniasse.

http://www.dicasdecarreira.blogspot.com/